Home

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Que desperdício!

Quanta comida sua família desperdiça?

Muita, se você tem uma família típica. De acordo com a maioria das estimativas, um quarto de todos os alimentos produzidos nos Estados Unidos não é consumido – é deixado em campos, estragado no transporte, jogado fora num mercado, jogado no lixo ou esquecido até apodrecer.

Um estudo do Tompkins County, NY, mostrou que 40% do desperdício de alimento ocorre em casa. Outro estudo, realizado pelo Cornell University Food and Brand Lab, descobriu que 93% dos entrevistados reconheceram comprar alimentos que nunca consumiam.

E os temores em relação à segurança alimentar fazem com que muitos de nós joguemos fora alimentos em perfeito estado. Num estudo realizado pela Oregon State University, os consumidores viram três amostras de alface, duas delas com graus variados de marrom claro nas bordas e na base.
Embora as três pudessem ser consumidas, e as bordas marrons pudessem ser facilmente cortadas fora, 40% dos entrevistados disseram que só serviriam a alface intacta.

Em seu novo livro "American Wasteland: How America Throws Away Nearly Half of Its Food" (Da Capo Press)" (ou "Como os EUA jogam fora quase metade de seus alimentos", em tradução livre), Jonathan Bloom argumenta que reduzir os desperdício de alimentos não se trata apenas de limpar o prato.

"A má notícia é que somos extremamente esbanjadores", disse Bloom em entrevista recente. "O lado positivo é que temos um importante papel a desempenhar, e podemos gerar mudanças. Se todos nós reduzirmos o desperdício de comida em casa, teremos um impacto significativo".

Por que devemos nos importar com o desperdício de alimentos? Para começar, porque custa caro. Citando vários estudos, incluindo um da Universidade do Arizona chamado de Garbage Project, que monitorou o desperdício de alimentos nos lares durante três décadas, Bloom calcula que cerca de 25% dos alimentos que trazemos para casa são desperdiçados. Assim, uma família de quatro pessoas que gasta US$ 175 por semana no supermercado desperdiça mais de US$ 40 em comida toda semana, o correspondente a US$ 2.275 por ano.

Do ponto de vista da saúde, permitir que frutas frescas, vegetais e carnes apodreçam na geladeira aumenta a probabilidade de recorrermos a alimentos processados menos saudáveis ou refeições em restaurantes. Alimentos desperdiçados também custam caro para o meio ambiente. Restos de comida correspondem a aproximadamente 19% do lixo despejado em aterros, onde acabam apodrecendo e produzindo metano, um gás do efeito estufa.

Um grande culpado, diz Bloom, é quem entope a geladeira de coisas. Alimentos secos e sobras da refeição passada mofam em prateleiras cheias e acabam apodrecendo. Bloom conta a história de ter descoberto manjericão, menta e cebolas roxas na geladeira de um amigo que tinha acabado de comprar os três itens, pois esqueceu que já tinha.

"É frustrante quando esquecemos que temos algo e só descobrimos duas semanas depois", disse Bloom. "Assim, muitas pessoas hoje em dia têm essas geladeiras enormes, e há essa ideia de que temos de mantê-los sempre cheios. Mas não existe forma de comermos toda a comida antes que ela apodreça".

Há também os problemas de resfriamento e armazenamento de alimentos. A temperatura ideal de geladeira é de 2,7º C, e o congelador deve ter ao redor de -17º C, segundo Mark Connelly, vice-diretor técnico da "Consumer Reports", que recentemente conduziu testes abrangentes com uma variedade de geladeiras. A revista descobriu que a maioria, mas não todos os modelos novos, tinham um bom controle de temperatura, embora os modelos com configurações digitais geralmente tenham se saído melhor.

Os vegetais são armazenados de forma mais eficiente em gavetas com controles separados de umidade.

Se aparentemente os alimentos estão se estragando rapidamente na sua geladeira, verifique se você está seguindo as instruções do fabricante. Olhe atrás do aparelho para ver se as bobinas ficaram empastadas de poeira, sujeira ou pelo de animais de estimação, o que pode interferir no desempenho.

"Um conselho é comprar um termômetro relativamente barato", disse Connelly. "Coloque-o na geladeira para verificar a temperatura e garantir que ela esteja fria o suficiente".

Há uma forma ainda mais fácil: verifique o sorvete. Se ele estiver macio, isso significa que a temperatura está em pelo menos -13º C e você precisa ajustar para menos. Se você está investindo num modelo novo, não pense apenas no espaço e no estilo, mas foque no refrigerador que ofereça a melhor visualização, para que você enxergue o que está armazenando. Unidades com congelador na parte de baixo colocam os alimentos frescos no nível da visão, diminuindo as chances de serem esquecidos e apodrecerem.

Bloom também sugere "fazer amizade com seu congelador", usando-o para armazenar alimentos frescos que de outra forma apodreceriam antes que você pudesse comê-los.

Ou invista em contêineres especiais com saídas superiores e filtros inferiores para manter frescos os alimentos. Compre cabeças inteiras de alface, que permanecem frescas por mais tempo, ou coloque um papel-toalha na parte inferior do saco de alface e vegetais para absorver líquidos. Por fim, planeje as refeições e crie listas de compras detalhadas para não comprar mais comida do que você pode comer. E não tenha medo de pontos marrons ou partes moles que podem ser facilmente eliminadas.

"Os consumidores querem alimentos perfeitos", disse Shirley Van Garde, hoje aposentada e co-autora do estudo da Oregon State. "Eles têm uma verdadeira dificuldade em tentar identificar diferenças na qualidade e decomposição. Com a alface, é só eliminar algumas folhas, cortar e o resto ainda é utilizável".

E se você decidir jogar um alimento fora, faça uma segunda análise, aconselha Bloom. "A atitude comum é 'se você tem dúvida, é melhor jogar fora'", ele disse. "Mas eu tento dar aos alimentos o benefício da dúvida".

Tradutor: Gabriela D'Ávila

Fonte: UOL

2 Comentários:

Lidia disse...

É realmente um desperdício, lendo seu post e me reavaliando vi o desperdicio dentro de casa..vo tentar me policiar pra diminuir isso..
bjinhoss

Uma Futura Magra disse...

Ter organização na hora das compras e elaborar um cardápio semanal ajuda muito a evitar esse desperdício e ainda economizamos. Quer melhor?
Beijos!

Postar um comentário

Seu comentário é sempre um incentivo! Obrigada e volte sempre!
( :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...