Home

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Especialista afirma que o estilo de alimentação é responsável pela melhor qualidade de vida

Com índices de mortalidade por câncer e doenças cardiovasculares inferiores à média mundial e menor incidência de doenças como Parkinson e Alzheimer, os países da costa do mar Mediterrâneo têm muita coisa a ensinar sobre saúde aos demais.
A opinião é de Elliot Berry, professor do Departamento de Nutrição e Metabolismo da Escola de Medicina Hadassah da Universidade Hebraica de Jerusalém, Israel, que proferiu no dia 27 palestra na 25ª Reunião da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), em Águas de Lindoia (SP).
Segundo Berry, a boa saúde dos povos mediterrâneos se explica em parte pela alimentação. Mesmo culturalmente diferentes, os países da região partilham alguns ingredientes em comum, entre os quais sete se destacam: trigo, cevada, uva, figo, tâmara, romã e azeitona.

“São alimentos antigos e citados na Bíblia. Dois deles – romã e azeite de oliva – são especialmente bons para a saúde. O azeite reduz o risco de doenças cardíacas e a romã tem alto teor de antioxidantes e diminui riscos de aterosclerose na veia carótida”, disse.
Outro diferencial está no próprio modo de se alimentar, com pequenas porções, refeições bem distribuídas ao longo do dia e aproveitamento de alimentos da época e cultivados nas proximidades, o que garante frescor.
Para Berry, o Mediterrâneo ensina que a alimentação é um componente importante da qualidade de vida de cada país e deve ser quantificada.
Altos e baixos
Berry apresentou uma pesquisa realizada durante dois anos e que acompanhou 811 pessoas, comparando a perda de peso por meio de diferentes dietas. Dietas ricas em gordura, proteínas e carboidratos foram comparadas a outras com baixos teores desses componentes.
“A nossa tendência é dizer que os que receberam baixos índices de gordura, proteínas e carboidratos emagreceram mais. Porém, o resultado foi indiferente, mostrando que para a perda de peso a quantidade de alimentos é mais importante do que a qualidade”, disse.
Além da alimentação, a qualidade de vida é um item importante a se destacar nos países do Mediterrâneo. “O horário das refeições, como você come e até com quem você come podem influenciar na saúde”, disse.
Berry também destacou a importância da prática de exercícios físicos. “Toda vez que pegamos um elevador em vez de usar escadas estamos perdendo uma oportunidade preciosa para queimar calorias”, disse.
Segundo o cientista, a quantidade de alimentos ingerida deve estar diretamente ligada ao nível de atividade física executada. “Somos como uma usina de energia, o combustível que consumimos deve ser compatível com o trabalho gerado”, apontou.
Os dez mandamentos do estilo de vida Mediterrâneo, segundo Elliot Berry:
O que fazer: 
1) Consumir mais óleo/azeite de oliva, abacate e amêndoas.
2) Consumir cinco porções diárias de frutas e vegetais.
3) Consumir peixe duas vezes por semana para adquirir ômega 3.
4) Fazer exercícios de 30 minutos pelo menos três vezes por semana.
5) Ter um dia de descanso com a família e os amigos.

O que não fazer: 
1) Fumar. 
2) Comer demais. 
3) Adicionar sal à comida já preparada. 
4) Exagerar no consumo do álcool (limite de 20 a 30 gramas por dia). 
5) Dirigir em alta velocidade.

Fonte: DELAS

4 Comentários:

Daniela Sousa disse...

É inquestionável que alimentação interfira na qualidade da saúde. Talvez, a alimentação seja o método mais eficiente e barato para prevenções de doenças e por isso é de grande importância uma alimentação regular e hábitos saudáveis.

Janaína - Uma Futura Magra disse...

Concordo com você, Daniela!
( :

Luciana Penido disse...

Bora para o Mediterrâneo!!! rsrs bem como não dá pra ir para lá, podemos e devemos aprender muiiito com eles e realizar as nossas mudanças aqui mesmo.Bjs

Janaína - Uma Futura Magra disse...

Devemos seguir os bons hábitos, não é mesmo, Lu?!
Muitas vezes nos acomodamos, e deixamos de consumir alguns alimentos, até mesmo por esquecimento. O azeite, pelo menos, não deixo de usar!
( :

Postar um comentário

Seu comentário é sempre um incentivo! Obrigada e volte sempre!
( :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...