Home

domingo, 15 de agosto de 2010

Seu prato vale o quanto pesa?



Você tem ideia do quanto você come? Seria capaz de descrever num recordatório o que ingeriu no final de semana? Muito provavelmente sim. Pensando assim, você consegue entender os quilinhos a mais que você tem colecionado nos últimos meses ou ainda não entende de onde vem tantas calorias?

Primeiro você precisa entender que o peso de um alimento não traduz a quantidade calórica que ele contém. Por isso é que muitas vezes você não entende que, mesmo comendo tão pouco, você não consegue se livrar dos quilinhos a mais e às vezes até engorda. Você pode não comer grandes volumes de alimento, mas certamente está se excedendo nas calorias.

A saída é passar a entender um pouco mais a diferença calórica entre os alimentos e para começar, vamos pensar em seu café da manhã. Uma média com leite integral e um pão com manteiga na chapa ou mesmo frio, contabilizamos cerca de 600 calorias, sem adicionar açúcar. Mudando o recheio do pão para margarina light, queijo branco ou presunto de peru e o leite integral para o desnatado, você economizaria quase 300 calorias, simplesmente 50%. Preste atenção que o volume da refeição é o mesmo, mas as calorias... quanta diferença!

Seu almoço, por cautela, já não contém arroz com feijão. Geralmente nem passa de 350gramas e o tomate é o componente mais pesado do prato! Vamos contar as calorias nesse prato tão econômico: um gomo de lingüiça frita, uma colher de sopa de salpicão de frango, duas unidades de mine pastéis, uma colher de sopa de farofa, uma rodela de tomate e duas folhas de alface. Surpresa! São 900 calorias sem contar o azeite! Aí você muito esforçado tira todas as frituras do seu prato - pastéis e linguiça - e escolhe salgadinhos assados para substituir. Três inocentes empadinhas. Não adiantou nada, pois o saldo agora é de 1000 calorias. Sim meu amigo, você precisa saber que uma única empada tem o equivalente calórico de 3 colheres de sopa de arroz e uma concha de feijão!

Você poderia comer muito mais, por muito menos. Não é estratégia de marketing. Trata-se de uma simples equação nutricional inteligente. Vamos lá. Que tal duas colheres de servir de arroz, uma concha de feijão, um bife de alcatra acebolado, uma porção generosa de salada e uma fruta de sobremesa. Você só não vai economizar no bolso, pois o peso desse prato é quase o dobro do anterior, mas em termos calóricos, você vai economizar no mínimo 300 calorias, com o detalhe que terá uma sensação de saciedade muito mais prolongada.

Até agora com a possibilidade de troca de cardápio, foram simplesmente 600 calorias de economia e ao longo do seu dia. Se você puxar pela memória, vai se lembrar das famigeradas bolachinhas. Tão sequinhas e sem gosto, que poderiam mesmo passar despercebidas. Será? Vejamos. A cada quatro bolachinhas de água e sal você estará ingerindo a quantidade calórica de um pão francês. Por esse cálculo, você pode imaginar quantos pães está ingerindo ao longo do seu dia. Se por um desastre for bolacha recheada, saiba que a cada duas unidades, você estará agregando a quantidade calórica de uma barra de chocolate de 30 gramas, ou 150 calorias ao seu cardápio. Como é difícil acreditar que alguém coma duas bolachinhas recheadas...

Em casa tudo deveria ser mais fácil. Aí é que você se engana. Geralmente você não tem tempo nem disposição para cozinhar. Mas passeando pelo supermercado, você se deparou com uma torta de palmito. Totalmente assada. E porque não? Estava tão bem intencionado que inicialmente comeu apenas uma fatia. Cerca de 400 calorias. Mas isso foi no início da noite. Ao final, não deu para resistir e lá se foram todas as fatias da torta. Cerca de 1200 calorias! Ops! Essa era a recomendação calórica para o dia todo e não para uma refeição. No mesmo supermercado você poderia comprar ovos e champignon e preparar um omelete e saboreá-la com um pão francês fatiado. Nada muito elaborado. Mas seriam apenas 350 calorias no seu jantar com mais uma economia de 850 calorias.

No total você comeu cerca de 3200 calorias, quando poderia ter ingerido cerca de 1500. Comendo mais e melhor. Talvez valha a pena você aprender um pouco mais sobre calorias para entender a sua dificuldade de perder peso.

Fonte: CITEN

3 Comentários:

Rosângela Massoterapeuta disse...

Oi Flor
òtimas informações!!
Um maravilhoso domingo para vc!
BEijossss

Rosângela Massoterapeuta disse...

Oi flor

Ta rolando sorteio no blog!! Participe
Beijossss

Janaína - Uma Futura Magra disse...

@Rosângela Massoterapeuta

Obrigada! Fico feliz com sua visita!
( :

Postar um comentário

Seu comentário é sempre um incentivo! Obrigada e volte sempre!
( :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...